Ordem Colossal

Games Mais Vendidos
E-Books Mais Vendidos

Não perca mais nenhum post!

A fachada da Basílica de São Pedro com suas colunas colossais, um dos exemplares que abriu o Barroco na Itália. Vaticano, 1506-1626. Vários arquitetos participaram de sua construção já que esta se estendeu por mais de um século: Michelangelo, Gian Lorenzo Bernini, Donato Bramante, Rafael Sanzio, Carlo Maderno, Giacomo della Porta, Baldassare Peruzzi, Antonio Cordiani e Giacomo Vignola, 1626. A fachada é atribuída a Michelangelo.

Michelangelo foi responsável por consideráveis inovações na arquitetura da renascença. Dentre suas criações, está uma nova concepção de fachada através da combinação de ordens projetadas para cobrirem dois ou mais pavimentos: a ordem colossal.

Estas colunas assumem uma posição de destaque na fachada, dando ao edifício uma ideia de “grande templo”. A ordem colossal não repeita a divisão entre os pavimentos, pois estes mantêm sua escala individual assim como as ordens secundárias, formando uma composição rica e nada monótona.

Este recurso arquitetônico adentra o Barroco e concede um grande diferencial para a arquitetura italiana do período, pois deixa claro como o classicismo antigo foi reinterpretado com o uso de recursos de grande dramaticidade visual.

Observe a fachada da Basílica de São Pedro, as colunas coríntias tem em torno de trinta metros de altura e enfatizam as grandes proporções do edifício, já a ordem jônica aparece como uma ordem secundária, parte da composição individual dos pavimentos.

Outro exemplo de ordem colossal pode ser observado na Fontana di Trevi. Novamente temos a ordem coríntia cobrindo dois pavimentos do edifício, expressa por colunas e também por pilastras.

Já no Palazzo Senatorio a ordem colossal aparece somente com pilastras coríntias cobrindo os dois pavimentos. O interessante é que usei este mesmo exemplo para falar da Classificação das Colunas Quanto ao Posicionamento, e assim como uma inovação do período romano foi resgatada, novos recursos podem ser incorporados a um mesmo elemento.

A ordem colossal é mais uma forma de interpretação da arquitetura da antiguidade clássica e reafirma o espírito de inovação dos arquitetos dos séculos XV e XVI. Michelangelo estabelece esta inovação ainda dentro do contexto renascentista, mas é fato que este recurso ecoa pelo Movimento Barroco até o início do século XVIII, quando será questionado pelos neoclassicistas.

Fontana di Trevi. Projeto de Gian Lorenzo Bernini, Nicola Salvi e Giuseppe Pannini, 1732.
Palazzo Senatorio, Piazza dei Campidoglio, Colina Capitolina, Roma. Michelangelo e Giacomo Della Porta, 1541-1605.

Para saber mais veja: Introdução ao Renascimento.

 

One Response

Deixe uma resposta