O Termo Idade Moderna designa o período de nossa história entre o final do sistema feudal e a grande impulsão capitalista com o desenvolvimento da industrialização. Inicia-se no século XV, especialmente rico em acontecimentos, alavancando novas estruturas econômicas, sociais, culturais e artísticas para o Ocidente. Dentre os fatos de maior relevância e amplamente citados como gatilhos para esta nova era, estão:
  • 1401 – Concurso para a decoração das portas norte do Batistério de São João, em Florença, onde Lorenzo Ghiberti expõe sua versão do “Sacrifício de Isaac”, obra com uma linguagem artística nova, abrindo o Movimento Renascentista nas artes.
  • 1415 – Conquista de Celta, no extremo norte da África, pelos Portugueses, abrindo a era das grandes navegações no Atlântico.
  • 1453 – Tomada de Constantinopla pelos Turcos Otomanos, pondo fim ao Império Bizantino.
  • 1460 – Primeiro livro impresso: a Bíblia de Gutenberg.
  • 1492 – Descoberta da América por Cristóvão Colombo
  • 1498 – Chega de Vasco da Gama às índias contornando o Continente Africano.
A idade Moderna finda no século XVIII com o início da Revolução Francesa, em 1789, como marco.
O século XIV se enquadra em um contexto de Proto-Renascimento para a arquitetura europeia. Enquanto no Norte ainda temos o Estilo Gótico dominante, nas regiões centrais e ao sul da Itália este se desenvolve de maneira diferente, com considerável influência Oriental vinda pelo sul (Norte da África e Sicília), chegando até a região toscana e promovendo um formato de gótico muito mais rico, mesclado ao ainda presente Estilo Românico e a arte Bizantina.
Entrando no século XV vemos o desenrolar do Movimento Renascentista tomando força e se expandindo da Itália para a França e demais países, chegando às extremidades europeias de forma mais branda, muito regionalizado e combinado a outras linguagens artísticas.
O movimento da Contra Reforma insufla o Movimento Barroco, que parte das novas interpretações clássicas propostas pelo Renascimento e Maneirismo. Este preenche o século XVII na Itália e se expande para a o Cetro Europeu que o recebe mais tarde devido à Guerra dos Trinta Anos.
  • 1517 – Reforma Protestante iniciada por Martinho Lutero.
  • 1545 – Inicio da Contra Reforma, como resposta à Reforma.
  • 1618 a 1648 – Guerra dos Trinta Anos. Foi uma série de conflitos entre católicos e protestantes que marcou a Europa.
A partir da máxima disseminação Barroca e Rococó começa a haver uma tendência de resgate à linguagem clássica original e as atenções se direcionam para um reestudo dos teóricos renascentistas, passamos então da Itália para a França como grande expoente artístico.
Seguimos pelo Império Napoleônico e grandes descobertas arqueológicas promovendo um revival clássico às portas da Idade Contemporânea, finalizando já inseridos nesta com o auge do Ecletismo.
  • 1804 a 1824 – Império Napoleônico.

Para saber mais veja: Introdução ao Renascimento

Para saber mais veja: Introdução ao Barroco e Rococó e Introdução ao Neoclassicismo

Não perca mais nenhum post!